8 de setembro de 2010

Corte Chanel!

A minha vida era uma festa só. Escola, casa da Chica, minhas roupas de bonecas, ajudar minha mãe na casa e vigiar a funcionária da minha mãe, que tinha dias que comia a carne toda e deixava só o caldo pro almoço.
A minha mãe estava muito ocupada com o bebê, e eu com a corda toda para revirar a casa procurando novidades.
Nessa época meus cabelos eram grandes e loiros. Era o orgulho da minha mãe pentear meus cabelos e fazer cachos.
Eu não gostava muito disso, pois lembro que nessa época estava pensando mesmo em ficar grande para vestir aqueles vestidos lindos que a Chica fazia usar sapato alto e colar.
E foi com essa idéia na cabeça que um dia resolvi eu mesma cortar o cabelo porque estava na moda corte Chanel e eu achava lindo demais!
Deduzi que para cortar o cabelo daquela maneira redondo, era fácil. Eu mesma resolvi, procurei feito louca uma tigela pequena, não sei onde ouvi falar em cabeça de cuia.
Alguém por acaso sabe o que é uma cuia? Pois eu, se não tivesse investigado na época também não saberia, e deduzi que para cortar o cabelo eu precisava de uma cuia.
Chegando na casa da Chica perguntei:
Chica, o que é cabeça de cuia?
E ela para se ver livre de tanta pergunta difícil respondeu:
É cabeça redonda, e aí conclui o meu raciocínio.
Consegui uma cuia pequena coloquei na cabeça e com a tesoura fui cortando o tesouro da minha mãe, que era meu cabelo.
Não sei o que fiquei parecendo, só sei que a minha mãe quase que quebra o resguardo.
Foi um deus nos acuda, a cidade inteira ficou sabendo da minha armação e na escola nem falo!
A franja se tinha um centímetro de largura era muito!
Que coisa hem!

* Na minha cidade do interior quebrar o resguardo era quando a mulher dava a luz e passava um nervosismo muito grande então dizia-se que podia quebrar o resguardo.
A cuia vem de uma planta chamada cuieira e o costume de utilizá-la como utensílio doméstico vem dos indigenas.
Pega-se o fruto e divide-se ao meio para formar dois recipientes (tipos tigelas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita ao blog da Chica Chata!