5 de outubro de 2010

O Circo Chegou!

Aquelas historias haviam tomado o meu tempo e por nada desse mundo queria sair de casa. Até medo da própria sombra eu tinha. Na escola o assunto era um só e todo mundo tinha uma novidade prá contar. Mas como tudo na vida passa, aquela assombração também passou!
Quer dizer, passou mais ou menos, porque agora sabíamos que quem quisesse ver assombração era só ir até a porta da Igreja a meia noite.
O guarda noturno era quem tinha histórias para contar, e a criançada adorava ouvir de olhos arregalados. E como o assunto do momento era esse, a imaginação ficava a mil por hora!
Se existiam pessoas que entendiam de lobisomem, papa figo e alma penada eram aquelas crianças, sem deixar de frisar bem, que eu estava bem no meio.
E para nos tirar daquela ilusão sem fundamento nenhum, na nossa cidade acabava de chegar um Circo! A maior maravilha do mundo estava ali! E a novidade corria solta pela cidade!
O circo chegou! O circo chegou! E dava gosto de ver aquele pessoal armando o circo e em três dias, começavam os espetáculos.
A expectativa era enorme. E enquanto armavam o circo, a tarde havia o desfile por todas as ruas, com carros alegóricos trazendo bailarinas, trapezistas. Todo aquele desfile tendo a frente um palhaço com pernas de pau e uma banda que deixava os espectadores ansiosos pelo primeiro espetáculo.
A minha cidadezinha que já era sinônimo de festas, agora era festa em dobro, e ninguém lembrava mais daquelas coisas que só serviam para nos assustar!
No terceiro dia da chegada do circo, à noite lá fomos nós para o Circo. Meu Pai fazia questão de levar todos nós para assistir as brincadeiras dos palhaços, os malabaristas e tudo que o circo pode proporcionar! E para minha maior alegria, a Chica estava junto!
Coisas que parecem tão pequenas, mas que ficam gravadas para sempre na nossa memória!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita ao blog da Chica Chata!