19 de janeiro de 2013

Amiga da Onça!


Já ouvi falar muito em amiga da onça. 
Parece coisa das mil em uma noite porque analisando bem será que onça tem amiga? 
E fui ver no dicionário o significado de amiga da onça e nem cheguei a ler a descrição inteira porque tomei um susto tão grande, mas tão grande que só acordei no outro dia depois de minha mãe colocar um pano encharcado de álcool no meu nariz e feito bêbada acordei! 
Mas a minha mãe foi logo avisando:
Está bêbada?
Escuta aqui se chamar Jesus de Genésio te mato de uma surra!
Pura imaginação porque não bebo, nunca bebi e nem hei de beber, ora sebos! 
E ninguém entendeu o porquê do desmaio. Mas vamos aos fatos.

Será que um simples dicionário é capaz de causar um transtorno bipolar desta espécie em uma pessoa? 

Digo transtorno bipolar porque neste exato momento não encontrei outra denominação, poderia até ser denominação ao quadrado, mas, o fato é que o desmaio foi feio!

E não interessa o por quê e sim a causa. 

Pois não é que ao ler a descrição todinha de amiga da onça no meu pensamento meio que embaralhado veio a cara pintada e cuspida de uma pessoa que por força das circunstancias não vou e nem quero dizer o nome?
Danada! 
Te peguei hem? 
Encrenqueira, sequestradora de marido, correio da mal noticia e quando chega na casa da gente dentro de um segundo faz um check-up na casa, vê tudo que está errado ou fora do lugar e ainda sai falando da gente pra todo mundo.
Se a gente serve um café, diz que estava doce ou amargo e que, se não serve chama a gente de muquirana e sem educação. 
Se a gente manda sentar, primeiro olha a cadeira se está nos conformes, se a gente não oferece a cadeira diz que a cadeira serve só de enfeite e não pra sentar. 
Se a gente tem marido diz que é feio, careca, gordo, barrigudo, conforme o tipo se a gente não tem, sai falando pra todo mundo que nem um marido a gente arruma de tão chata que a gente é. 

Se a agente é feliz ela se dana de raiva, fica com a cara do tamanho do mundo, emburrada pelos cantos e se a gente pergunta se está doente ela diz NÃO. NÃO ESTOU NÃO. POR QUÊ?  
ESTOU COM CARA DE DOENTE?
E sendo correio da mal noticia é bem capaz de acabar com um noivado ou casamento porque se mete nas conversas da gente, faz uma fofocaiada danada, e enche a gente de olho gordo. 
Essa amiga da onça só fica mesmo feliz quando a gente está em apuros e de preferência com dor de cabeça e dor de barriga. 
Não segue o blog da gente e ainda diz que o blog é feio, sem conteúdo e sem graça, que o blog de fulana é bonito de causar inveja, diz que segue o blog, mas cadê o nome dela a gente morre e não encontra. 
Diz que o emprego da gente é sem futuro e vive pedindo dinheiro emprestado. 
Se a gente empresta ela não paga e se a gente cobra fica com raiva. 
Enfim te achei no dicionário viu sua danada! Até pensei que era invejosa, mas não. 
É amiga da onça mesmo!

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

3 comentários:

  1. Provavelmente, Maria, a onça não tem amigas por não ser sociável e tambem não confiável. Quanto as descrições que voce descreveu tao bem, chega a ser triste, mas nao tenho dificuldades de lembrar de uma senão mais de uma. Precisamos é de um talismã! Eu, recentemente, coloquei na porta um olho grego, não sei se resolve, mas espero que proteja o quanto puder.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá Sissym! Pois é bem assim essas amigas da onça que andam voando por ai! Eu vou de arruda porque elas são danadas! Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Quase morri de rir...............................................

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita ao blog da Chica Chata!