26 de setembro de 2013

Esta menina parece que não tem juizo!

Este personagem todo mundo conhece, quem não assistiu e ainda assiste o filme "Esqueceram de Mim"? Bom, mas a minha postagem nada tem a ver com o filme e nem com o seu personagem e como eu estava procurando uma imagem que retratasse o meu texto, encontrei esta bem parecida com uma pessoa que eu conheci na infância: cheia de invenções, de histórias e etc e tal.
Claro que esta pessoa era uma menina, e o personagem do filme um menino. Então nada tem a ver um com o outro. E para começar esta história pode ser que seja em dois ou dez capítulos, tudo vai depender da imaginação ou das lembranças que ficaram guardadas dentro do armário que o povo chamava de juízo. Lembro que muitas vezes ouvi esta palavra juízo quando a sua mãe falava: "esta menina parece que não tem juízo". Não sabia do que se tratava, e na escola perguntava: professora o que é juízo? O que significa a pessoa não ter juízo? A professora mal informada respondia: é doida. E dali saia correndo aos berros e prantos para tomar satisfações com a mãe daquela que era a minha mãe: A senhora está me chamando de doida? e minha mãe respondia: você não tem juízo menina? onde foi que lhe chamei de doida? Daí eu respondia: A professora que disse. E saia minha mãe me segurando pelo braço até a escola para saber que história era esta. Pois o que ela não tinha era uma filha fraca do juízo. E chegando na diretoria da escola a encrenca estava feita: Quem chegou com esta história na escola tinha sido o pingo de gente que no caso era eu. E minha mãe que era muito brava foi na livraria comprou um dicionário e me mandou entregar pra minha professora, que estava com uma cara do tamanho do mundo pra mim e eu desconfiada com a cara de amelia, que criei toda aquela confusão pelo menos agora tinha certeza que não era doida e minha mãe depois de uns bons conselhos nunca mais disse esta palavra ai: JUÍZO, pelo menos por enquanto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita ao blog da Chica Chata!