9 de novembro de 2013

E deu cobra na cabeça

Imagem da Internet
Se tinha uma pessoinha que precisava de dinheiro pra fazer as minhas compras essa pessoa era eu. E embora sendo criança já tinha noção do certo e do errado e jamais iria mexer no dinheiro da minha mãe que ficava tão bem guardado no guarda roupa. Eu precisava ter o meu próprio dinheiro e não sabia como.
Existia na minha cidade o jogo do bicho e todo mundo que eu conhecia jogava e eu entrei no embalo. Existia também um livro dos sonhos lá em casa, acho que em toda casa tinha esse livro e as pessoas usavam para interpretar os sonhos e fazer as suas apostas.
Um certo dia, tive um palpite. Vai dar cobra. E nisto fiquei o dia inteiro e sem ninguém me dar atenção.
Meu pai não gostava de jogo e nem a minha mãe. Mas eu era fã do jogo do bicho. Pedi dinheiro pra meu pai pra jogar na cobra, mas meu pai disse que filha dele não jogava, que não estava criando filho pra ser jogador de jogo do bicho e que eu me aquietasse com esta invenção.
O meu pai tinha uma coleção de revistas, que ele guardava muito bem guardadas no guarda roupa. Sei que eram revistas importantes das quais era assinante e todo mês as recebia pelo correio.
Fui lá no guarda roupa peguei umas cinco e fui vender no armazém do Sr. Vicente, que ficava em frente à minha casa e eu sabia que comprava jornais e revistas para empacotar as suas mercadorias.
Peguei o dinheiro e joguei na cobra e a tarde foi cobra na cabeça. Por pouco não desmaiei. E agora como faria para receber o dinheiro? Me vali da minha mãe que me deu uma boas broncas por causa das revistas, mas já que o dinheiro era pra receber foi comigo e o comprovante da aposta e recebi aquele montão de dinheiro que para mim era uma fortuna.
No dia seguinte joguei na cobra de novo e ganhei. Lembro que meu negócio era jogar no jogo do bicho e ganhar. Até que um dia o jogo foi proibido e acabou a farra.
Então eu precisava colocar a minha mente pra funcionar e consegui:
Depois eu conto
E quanto às revistas, meu pai nunca percebeu. E só ficou sabendo depois que cresci e contei pra ele.


2 comentários:

  1. ...traigo
    ecos
    de
    la
    tarde
    callada
    en
    la
    mano
    y
    una
    vela
    de
    mi
    corazón
    para
    invitarte
    y
    darte
    este
    alma
    que
    viene
    para
    compartir
    contigo
    tu
    bello
    blog
    con
    un
    ramillete
    de
    oro
    y
    claveles
    dentro...


    desde mis
    HORAS ROTAS
    Y AULA DE PAZ


    COMPARTIENDO ILUSION
    MARIA DE LOURDES

    CON saludos de la luna al
    reflejarse en el mar de la
    poesía...




    ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE SOLAZ ZOMBIS,EXCALIBUR MASTER AND COMMANDER, LEYENDAS DE PASIÓN, BAILANDO CON LOBOS, ...

    José
    Ramón...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela sua visita ao meu blog e pelo seu comentário! Muita paz!

      Excluir

Obrigada pela sua visita ao blog da Chica Chata!