19 de novembro de 2013

Meus vestidinhos de bonecas!

Imagem da Internet
Ganhei muito dinheiro no jogo do bicho, comprei presente pra todo mundo, mas não tinha como voltar a jogar mesmo porque surgiu uns boatos que mandaram fechar o jogo, não sei se foi a polícia ou o prefeito, sei apenas que meu pai fez questão de dar a notícia em primeira mão:
Tá vendo só? 
Se continuasse com esta história de jogar e adivinhar jogo? 
Simplesmente arregalei os olhos e não quis saber desse negócio de jogo até hoje. 
E já que eu tinha dinheiro, agora meu tempo era pouco. Minha mãe tinha uma coleção de revistas de modelos de roupas. Comprava pra Chica fazer os vestidos conforme os modelos e eu tinha um saco grande cheinho dos mais lindos retalhos de tecido que a Chica dava pra mim.
Comecei com o meu negócio na despensa da casa da minha mãe. Caixas e mais caixas com retalhos de toda cor, tesoura, agulha e linha e costurava na mão mesmo os mais lindos vestidos todos da moda. Foi um sucesso. Colocava em uma sacola e levava pra escola, vendia tudo. E não vendia fiado de jeito nenhum. Mas meu negócio na escola não durou muito não porque minhas colegas faziam tanto barulho que a professora proibiu aquele comercio na sala de aula. Ninguém estudava com os vestidinhos passando de mão em mão e depois as mães das minhas colegas estavam uma arara com os dinheiros sumindo das suas carteiras.
E esta história veio parar nos ouvidos de quem?
Adivinhem se puder
Da minha mãe e do meu pai, só podia ser.
Revoltada! Fiquei dois dias sem ir pra escola, não tinha noção das consequências das coisas quando disse pra minha mãe só de raiva que a professora tinha me expulsado da escola que não era pra eu aparecer lá nunca mais.
Nem terminei de dar o recado e minha mãe me pegou pelo braço rumo a escola pra tirar esta conversa a limpo.
Eu não estava querendo ir junto. Mas não tinha jeito! E lá a minha mãe ficou sabendo de tudo inclusive do meu comércio ilegal, de vendas na sala de aula.

E já que a minha mãe tinha me levado com material e tudo tive que ficar por lá mesmo com a cara de Amélia, morta de vergonha, mas me animei quando a professora falou que eu podia vender meus lindos vestidinhos na minha casa mesmo, e imediatamente a imaginação busca novas estratégias.

6 comentários:

  1. Bom dia, amiga.
    Que lembrança boa. Quando era criança só eu sabia fazer vestidos de boneca, as meninas, ficavam doidas rsrs.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode acreditar eu fazia os mais lindos vestidos, obrigada querida pela visita. Grande abraço!

      Excluir
  2. Não tem jeito.
    Quando se tem habilidade, aliada ao interesse e tino, é tiro certo.
    Não por acaso você montou a sua empresa.
    Tá no sangue!
    E mais: essa Chica de chata não tem nada. rsrs
    Valeu Maria.
    Fui!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Beth! obrigada querida pelo incentivo. Acredite montei sem um centavo no bolso. Só com a cara e a coragem. Grande abraço!

      Excluir
  3. kkkkkk, só sei de uma coisa amo suas histórias, traz sempre ensinamento, por causa da educação dada por seus pais a você, mas que é engraçado isto é, morro de rir, forte abraço querida, empreendedora, desde pequena. crisdicas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cristina! Obrigada pela sua visita ao meu mundo de criança que era sem dúvida muito engraçado. Abraços

      Excluir

Obrigada pela sua visita ao blog da Chica Chata!