15 de fevereiro de 2014

A Telha

Imagem: cybeleolga.wordpress.com 
Para quem entende de telha, esse pode ser um assunto meio sem graça, mas para mim que não entendo de telhas foi a descoberta do ano e acredito que existe muita gente que pensa que telha é telha e pronto.
Claro que telhado é constituído de telha, mas telha virou um bicho de sete cabeças pra mim, motivo de curiosidade e etc. e tal e dentro de uma semana estava eu apaixonada por uma telha de 200 anos atrás.
Tudo começou quando na minha casa apareceu uma goteira. Goteira você já sabe o que é. É aquele pinga pinga quando chove e você fica pra lá de doida arrastando os moveis pra lá e pra cá para não molhar, e ao mesmo tempo fica numa situação desesperadora lutando com unhas e dentes para não arranhar o chão.
Daí, você chama um pedreiro para consertar o que está errado lá em cima. É uma pena porque se não fosse tão alto juro que eu mesma subiria e resolvia meu problema. O pedreiro vem, sobe, mexe pra cá, mexe pra lá, cobra um absurdo, mas tudo bem, afinal subir em telhado é coisa perigosa, tem que esperar os dias de sol. E vale a pena pagar seja lá quanto for porque ninguém queira ficar com uma goteira dentro de casa, porque além de fazer um belo de um estrago dizem ainda que dá azar.
Veio a primeira chuva e vamos testar a goteira. Ou seja o trabalho do pedreiro na goteira. Não sei o que aquele imitação de pedreiro fez lá em cima. Sei apenas que a goteira deu cria e virou uma biqueira. E lá se vai eu de novo com um monte de baldes e bacias e meu belo forro tão lindo e branco está parecendo o fundo das calças daquele pedreiro de meia tigela, que com o seu peso deve ter quebrando todas as telhas do meu telhado.
E nesse lenga lenga, foram mais de dez nesse sobe e desce. Que goteira mais problemática essa. Nunca ouvi falar que um telhado desse tanto trabalho e tanta despesa e enquanto o calor estava tinindo, estava eu fazendo até promessa para não chover para que o mar não se mudasse para dentro da minha casa .
É mesmo muito engraçado os orçamentos que alguns fazem. Uns sequer sobem na escada, do chão mesmo já condenam o meu pobre telhado que tinha só uma goteirinha e virou uma inundação ao ponto de isolar inteiramente o espaço.
E o medo da casa inteira desabar na minha cabeça?
Bom, mas continuando com a minha descoberta, e lá vamos nós para resolver urgentemente a situação antes que as chuvas de verão cheguem. Tive que trazer um pedreiro encomendado de outra cidade em um outro estado para tampar essa cachoeira que se alastrou pela metade da casa.
E, é aí onde entra a telha. Tirei a foto da bendita e fui ao deposito, comprar 200 telhas. Eu já sabia que eu era meio destrambelhada, mas não tanto! Comprar telha para repor com foto? Nunca ouvi falar! Pelo menos até aquele dia. 
E chegando ao depósito foi bem assim que me disseram. Tem que trazer a telha senão não dá certo!

E me aguarde para saber do resto!

3 comentários:

  1. Estou esperando pelo fim dessa história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marta! obrigada pela sua visita. Foi uma experiência e tanto, e nesses dias de verão quando as chuvas chegam, muita gente sofre com as tais goteiras e é sempre muito bom aprendermos como funcionam as coisas. Grande abraço!

      Excluir
  2. Ah... Ta.
    Agora comecei a entender.
    Vou voltar lá... rsrsrs

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita ao blog da Chica Chata!