8 de junho de 2014

Brejo Santo, terra amada


Ainda falta muito para escrever sobre a minha infância e minha adolescência e posso falar com muito orgulho do quanto fui feliz na minha infância. E mesmo que se por acaso na vida não tivesse motivos para ser feliz ou mesmo se a vida tivesse sido diferente nos caminhos que a vida segue, diria que, tive a oportunidade de conhecer o verdadeiro sentido da felicidade. A minha cidade, era uma cidade alegre. Acho que em cada esquina existia uma história. Quando vi esse video não pude conter a minha emoção. Tempos que se foram, mas que marcaram com o aprendizado que necessitamos para dar sequencia à nossa história. O autor da música, não conheci, mas ele soube retratar muito bem a história desse lugar. O Padre Pedro que me batizou. O Colégio Padre Viana onde estudei e em seguida mudei para o Colégio Balbina Viana Arrais, dirigida pelo professor Macedo e a Dona Ieda. O video fala da Cacimbinha, na rua da Taboqueira. Reservatório de água proveniente da Nascença. Fala de um personagem muito conhecido na cidade: Sinésio que fazia ratoeiras e gaiolas e tambem cortava cabelos e muito bem. A Banda de Mestre Olivio que tocava aqueles lindos dobrados nas festas de comemorações da cidade. E até os loucos da cidade: Aninha Doida, Bafuta, Sapiranga e João dos Avião fazem parte da nossa história. Lembro muito bem de Tonheiro e de Rosa. A Rosa morava na mesma rua da Chica e da Maria Alacoque. Namorava com Tonheiro, um namoro que durou uma vida inteira. Enfim, pequenas lembranças, mas grandes saudades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita ao blog da Chica Chata!